Matrícula e Re-matrícula

 Todos os cursos de graduação têm organização seriada semestral e as matrículas são feitas em Dezembro/Janeiro e em Julho.

 Trancamento

É concedido o trancamento de matrícula para manter o aluno vinculado à Faculdade e assegurar-lhe o direito à renovação da mesma, quando da interrupção temporária de seus estudos. O trancamento é concedido por no máximo 2 anos, e só será deferido se o requerente estiver em dia com suas obrigações acadêmicas e financeiras para com a Faculdade.

Os trancamentos e/ou cancelamentos de disciplinas deverá ser realizado até sete dias antes do início da semana de provas do primeiro bimestre, após está data não serão mais realizados

 Critérios de Avaliação

 O aproveitamento escolar é avaliado através de verificações parciais das atividades curriculares durante o semestre letivo e eventual exame, expressando-se o resultado de cada avaliação em notas de 0,0 (zero) a 10,0 (dez). São atividades curriculares: preleções, pesquisas, exercícios, arguições, trabalhos práticos, seminários, excursões, estágios, provas escritas e orais previstas nos respectivos planos de ensino.

 De acordo com o regimento, o aluno que deixar de comparecer a alguma avaliação de aproveitamento na data fixada, por motivo comprovadamente relevante, poderá requerer nova oportunidade, cabendo ao Coordenador de Curso deferir ou indeferir de acordo com as normas regulamentares da instituição.

 Frequência

 A frequência mínima deverá ser de 75% (setenta e cinco por cento) às aulas e demais atividades escolares, com exceção dos estágios supervisionados, internatos, plantões e outras práticas exigidas pelos cursos, conforme legislação vigente, quando a frequência deverá ser de 100%.

  

Aprovação

 Será aprovado sem exame final o aluno que obtiver média igual ou superior a 7,0 (sete) pontos, resultante da média aritmética das avaliações realizadas durante o semestre letivo.

 

Reprovação e Exame

 Alunos com média semestral inferior a 4,0, estará automaticamente reprovado. Quando a média semestral ficar entre 4,0 e 6,5 a aluno terá direito a realizar o exame final e quando a média semestral for igual ou superior a 7,0 o aluno estará automaticamente promovido.

 Para os alunos que ficarem de exame a composição da média final será média semestral+notado exame/2. A média do exame deverá ser no mínimo 5,0 para o aluno ser aprovado.

 A tabela abaixo exemplifica as regras citadas de Aprovação e Reprovação

 

1Bimestre

2Bimestre

Média Semestral

Exame

Média Final

Situação

4,5

6,5

5,5

6,0

(5,5+6,0)/2=6,0

Aprovado

7,5

8,5

8,0

   

Aprovado

3,5

2,5

3,0

   

Retido

3,5

5,5

4,5

2,0

(4,5+2,0)/2=3,5

Retido

 

Dependência

 O aluno reprovado em até 02 (duas) disciplinas poderá matricular-se no termo seguinte em regime de dependência. O aluno que foi reprovado por nota terá direito a se matricular em Regime Especial de Dependência, ou seja, fica dispensado de frequentar as aulas e deverá apenas realizar provas e trabalhos dados pelo professor da disciplina. Se o aluno for reprovado por falta, há a obrigatoriedade de frequentar as aulas e realizar provas e trabalhos.

 

Plano de Ensino

 Nos primeiros dias de aula de cada termo, todos os professores deverão dar conhecimento aos alunos do Plano de Ensino: objetivos da disciplina, conteúdo programático, sistema de avaliação, bibliografia e outras recomendações necessárias.

 

Solicitação de Documentos

 A solicitação de documentos na secretaria deverá ser feita com antecedência, visto que o prazo para a emissão dos mesmos é de prazo de 15 dias.

 Art.  86o.     São direitos e deveres dos membros do corpo discente:

 I -     frequentar as aulas e demais atividades curriculares aplicando a máxima diligência no seu aproveitamento;

 II -     utilizar os serviços administrativos e técnicos oferecidos pelas Faculdades;

 III -     votar, e ser votado, na forma da legislação vigente, nas eleições do órgão de representação estudantil;

 IV -     recorrer de decisões dos órgãos deliberativos ou executivo;

 V -     observar o  regime  escolar e disciplinar e comportar-se, dentro e fora das Faculdades, de acordo com esses princípios éticos condizentes;

 V -     zelar pelo patrimônio das Faculdades;

 VI – nos cursos onde for adotado o uniforme, ou vestimentas especiais, devido a natureza das atividades desenvolvidas, o mesmo será obrigatório nas dependências da Instituição nos horários de aula e atividades ou eventos relacionados ao curso;

 VII – a não observância da norma de uso do uniforme impede o discente de participar de aulas ou atividades e sujeita o mesmo a normas disciplinares previstas;

 VIII – facultativamente o coordenador com a anuência da direção poderá dispensar o uso do uniforme pelos discentes em ocasiões especiais.

 

REGIME DISCIPLINAR DO CORPO DISCENTE

 Art.  95 o Os alunos estão sujeitos às seguintes penalidades disciplinares:

 I -     advertência verbal, por:

 a) descortesia ao Diretor, à qualquer membro do corpo docente ou à Entidade Mantenedora ou ainda, aos funcionários;

 b) desobediência às determinações do Diretor, de qualquer membro do corpo docente ou de autoridade administrativa;

 c) perturbação da ordem no recinto das Faculdades;

 d) prejuízo material do patrimônio das Faculdades, além da obrigação de substituir o objeto danificado ou de indenizá-lo.

 II -     repreensão por escrito:

 a) reincidência nas faltas previstas do inciso I;

 b) ofensa ou agressão a outro aluno;

 c) injúria a funcionário administrativo.

 III -     suspensão de 5 dias por:

 a) reincidência nas faltas previstas no inciso II;

 b) improbidade na execução de trabalhos escolares;

 c) ofensa ao Diretor, a qualquer membro do corpo docente ou às autoridades administrativas das Faculdades e da Diretoria da Entidade Mantenedora;

 

IV -     desligamento, por:

 a) reincidência nas faltas previstas no inciso III;

 b) agressão ou ofensa grave ao Diretor, autoridades e funcionários das Faculdades, ou a qualquer membro do corpo docente ou da Entidade Mantenedora;

 c) atos desonestos ou delitos sujeitos à ação penal, incompatíveis com a dignidade da instituição.

  

Art. 96 o.     São competentes para a aplicação das penalidades:

 I -     advertência, o Coordenador de Curso e o Diretor;

 II -     de repreensão, suspensão e desligamento o Diretor.